Pular para o conteúdo
Covid-19 Informação
concursos de admissão de trabalhadores

 

               

Notícias Notícias

Voltar

Rota das Colheitas: Em Soutelo, gastronomia, música popular e ambiente de festa trouxeram milhares de pessoas ao 10º Arraial do Melão Casca de Carvalho

 Milhares de pessoas passaram pelo Espaço Ténis, em Soutelo, para (re)viver as sensações de um genuíno arraial à boa moda do Minho. Para saborear as iguarias da gastronomia regional, dançar ao som da música popular e degustar o famoso e saboroso Melão Casca de Carvalho, em ambiente de festa, diversão e alegria. Durante três dias, 9 a 11 de agosto, o 10º Arraial do Melão Casca de Carvalho pôs a freguesia numa roda viva. Um dos grandes destaques do evento vai para noite de sábado, em que a cozinha típica do Minho e o rei do improviso e das desgarradas, Augusto Canário, arrastaram milhares de pessoas ao recinto. A iniciativa foi organizada pela Junta de Freguesia de Soutelo, com o apoio de dezenas de voluntários locais, e integra a programação Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde.

Os arcos iluminados guiam quem vem de fora até ao recinto da festa. O piso é em terra batida. Fitas e pequenas bandeiras garridas cruzam o espaço e dão um colorido especial à festa. O aroma das iguarias minhotas abre o apetite e a procura é grande. No balcão chovem os imensos pedidos das mesas, mas com forte espírito de união e entreajuda, os voluntários dão conta do serviço e a espera pela comida é curta. Há música popular durante os três dias e o público não se faz rogado. Aproveita para cantar e dançar ao som da música popular, em momentos de grande alegria e diversão.

Todos os caminhos foram dar a Soutelo

Não foram só soutelenses que marcaram presença no arraial. Houve quem fizesse muitos quilómetros para comparecer na festa. Diogo Ribeiro, natural da Maia, é um desses exemplos. “Falaram-me do arraial, convidaram-me a vir cá jantar e não me arrependo. Come-se muito bem e o melão é muito saboroso”, referiu. Por sua vez, João Almeida descobriu o arraial por acidente. “Estava a ir para Braga e vi que havia festa aqui. Decidi parar para jantar. Estou a gostar muito do ambiente, é uma típica festa minhota”, disse. Quem também chegou de longe foi Hélvio Gonçalves, de Celorico de Basto. “Vim aqui jantar com a minha namorada. É a primeira vez que vimos cá, mas estamos a gostar. É um arraial com muito bom espírito e nota-se que as pessoas estão alegres”, sublinhou.

Melão Casca de Carvalho e Augusto Canário em destaque

Durante o evento, a animação musical foi constante, mas a maior enchente chegou com a atuação de Augusto Canário & Amigos, a 10 de agosto. O recinto estava a rebentar pelas costuras, com milhares de pessoas rendidas ao divertido espetáculo musical de um artista com presença habitual nas televisões portuguesas e inúmeros espetáculos por todo o país e no estrangeiro. O público cantou, dançou e brindou com chuvas de aplausos um dos mais credenciados nomes da música popular do Minho. Destaque também para a atuação dos Tukanos, o after-party com DJ Sá, o Encontro de Folclore e a Noite de Gerações, com os DJs Rui e Cirilo. O passeio de motorizadas completou o cartaz.

Um dos grandes atrativos do arraial é a típica gastronomia minhota. Caldo verde, sardinhas, porco no espeto, frango assado eram algumas das opções que o público tinha ao dispor para jantar no recinto. Contudo, nenhuma conseguiu ofuscar o brilho do rei da festa: o Melão Casca de Carvalho. Uma iguaria local que não parou de chegar às mesas do Espaço Ténis e que encantou as pessoas. O fruto, característico de Soutelo e do concelho de Vila Verde, tem um sabor único e inconfundível que atrai anualmente inúmeras pessoas ao concelho. As barraquinhas de doçaria e artesanato completavam o recinto, muitas das quais geridas por associações locais.

A família toda reunida”

Durante os três dias de festa, quem quisesse ver o presidente da Junta de Freguesia de Soutelo tinha de comparecer no Espaço Ténis. Filipe Silva vincou que “a casa esteve cheia como nunca antes esteve”. “Quase todos temos emigrantes nas nossas famílias e conhecemos a saudade de não termos connosco alguns entes queridos. É a realidade portuguesa”, referiu, acrescentado que “é isso que torna este mês de agosto especial, porque é o único momento em que conseguimos ter a família toda reunida”.

O autarca não esqueceu a equipa de voluntários que tanto trabalhou na organização de mais um arraial. Incansáveis e sempre alegres, há voluntários de todas as idades “com muita vontade de ajudar”. Filipe Silva destacou ainda a atuação de Augusto Canário, forte fator de atração de visitantes e “um prémio para os soutelenses, como é a 10ª edição, queríamos festejá-la de forma diferente com um artista de referência na região”.

Em ambiente de alegria e de confraternização, com uma gastronomia local apetitosa e muita música popular, o 10º Arraial Melão Casca de Carvalho foi um sucesso e atraiu milhares de pessoas à freguesia de Soutelo. A programação turístico-cultural Na Rota das Colheitas segue até ao final de novembro com dezenas de iniciativas de divulgação, promoção e valorização da genuína tradição do Minho distribuídas pelo concelho de Vila Verde. A próxima é a recriação da tradicional malhada do feijão, no dia 18 de agosto, pelas 19h00, na zona de lazer da Ponte Nova, na freguesia da Loureira.

Município de Vila Verde, 13.08.2019

GALERIA FOTOGRÁFICA


Divulkgação dos resultados da qualidade da água da rede pública                      

Presidência Presidência

COVID-19 - “NUNCA COMO AGORA PRECISAMOS DE SI” - Mensagem do Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde

«Caros(as) amigos(as) Vilaverdenses, Durante esta semana surgiram os primeiros casos positivos de COVID-19 no nosso concelho. A parte inicial desta minha mensagem não podia deixar de ser para transmitir a minha solidariedade e força para com os Vilaverdenses e famílias que estão a sentir...
 Facebook  Flickr  Issuu  YouTube  Instagram  Newsletter - Juntos Fazemos Vila Verde

Documentos recentes Documentos recentes

FICHA TÉCNICA

Gestão, Conceção e design gráfico
Unidade de Sistemas de Informação e Unidade de Inovação e Conhecimento

M;anutenção, edição e manutenção
Serviços do Município de Vila Verde

 Agradece-se a comunicação de qualquer anomalia técnica ou outro tipo de dificuldade relacionada com a utilização do site. Para o efeito, envie email para helpdesk@cm-vilaverde.pt.
Este projeto foi cofinanciado pelo projeto Cávado Digital MAIS (POVT)

PROTEÇÃO DE DADOS

O Municipio de Vila Verde, na sequência do exercício de funções de interesse público e exercício da autoridade pública, está profundamente empenhado na implementação de processos que recolham e tratem os dados pessoais adequados, pertinentes e limitados ao que é necessário relativamente às finalidades, cumprindo com os princípios de licitude, lealdade, transparência e minimização.

Adicionalmente, são implementadas, e continuamente avaliadas, medidas técnicas e organizativas consideradas adequadas à salvaguarda da informação mantida sob responsabilidade do Município. Os dados pessoais recolhidos serão conservados pelo tempo estritamente necessário, seja para cumprimento de prazo certo expressamente fixado por Lei ou outro proporcional e adequado ao objetivo da recolha.

Os titulares dos dados pessoais, tratados sob responsabilidade do Municipio, podem exercer os direitos de acesso, retificação, oposição, apagamento, limitação e portabilidade, nas situações aplicáveis, por meio de requerimento específico. Existe um Encarregado de Proteção de Dados designado, que pode ser contactado através do email dpo@cm-vilaverde.pt, ou via postal dirigido ao mesmo e endereçado para a morada Praça do Município 40, 4730-728 Vila Verde.

Para mais informações consulte a nossa  Política de Privacidade.

AVISO LEGAL

O Município de Vila Verde, através de seu portal na Web fornece informações de interesse geral do concelho de Vila Verde, em especial, a informação e os esforços da organização municipal. A informação fornecida é atual no momento da sua publicação.
O Município de Vila Verde pretende que esta informação seja exata e precisa e procede à sua atualização com a maior frequência possível, tentando evitar erros e corrigi-los, assim que os deteta. No entanto, o Município de Vila Verde não pode garantir a ausência de erros ou que o conteúdo da informação seja permanentemente atualizado.
O Município de Vila Verde pode levar a cabo a qualquer momento e sem aviso prévio, modificações, supressões ou alterações das informações publicadas ou ser capaz de alterar a configuração ou a apresentação.
O acesso ao portal da Web, bem como a utilização das informações que ele contém, são da exclusiva responsabilidade do utilizador. O Município de Vila Verde não é responsável por quaisquer danos que possam decorrer destes factos, nem pode garantir que o acesso não seja interrompido, ou que o conteúdo ou software acedido esteja livre de erros ou causa de dano.
As informações prestadas em resposta a qualquer pergunta ou pedido de informação são meramente indicativas e em nenhum caso será vinculativa para a resolução de procedimentos administrativos, que são estritamente sujeitos às normas legais ou regulamentares que sejam aplicáveis.
Os conteúdos publicados incluem links para páginas de terceiros, web sites, principalmente de outras entidades públicas, que são considerados como podendo ser de interesse para os utilizadores do Portal. O Município de Vila Verde não assume qualquer responsabilidade derivada das ligações ou do conteúdo desses links.