Pular para o conteúdo

Notícias Notícias

Voltar

EXPOSIÇÃO REGIME DA FRUTA ESCOLAR - Crianças criaram verdadeiras obras de arte em “Telas de Frutas” alertando para a questões ambientais e alimentares

Realizou-se esta manhã, na Câmara Municipal de Vila Verde, a inauguração da Exposição “Regime da Fruta Escolar”, numa sessão que foi presidida pelo Presidente da Câmara Municipal, António Vilela, e contou com a presença da Vereadora da Educação Cultura e Ação Social, Júlia Fernandes, dos Diretores dos Agrupamento de Escolas de Vila Verde, Prado e Moure e Ribeira do Neiva, António Rodrigues, Luís Martins e Martinha Soares, respetivamente, do Diretor Pedagógico da Academia de Música de Vila Verde, Ilídio Nunes, entre outros convidados.

Realizada no âmbito do Projeto Escola+Verde e no âmbito do Regime da Fruta Escolar, esta mostra é composta por verdadeiras obras de arte criadas pelas alunos do 1º ciclo do concelho de Vila Verde, baseadas em duas importantes temáticas: o ambiente e a alimentação. A iniciativa teve como propósito incentivar a reciclagem e reutilização de materiais de desperdício. A fruta foi o tema escolhido para este desafio e constituiu, no presente ano letivo, a medida de acompanhamento implementada no Programa Regime de Fruta Escolar.

 

PROJETO ESCOLA + VERDE

É uma iniciativa do Município de Vila Verde

Na sessão de abertura o presidente da Câmara agradeceu a todas as escolas o empenho e participação nesta atividade e falou sobre o projeto Escola + Verde referindo que «é uma iniciativa do Município de Vila Verde, implementado em todos os estabelecimentos do 1º ciclo e do pré-escolar do concelho, que tem como principal objetivo promover uma cidadania ativa e participativa valorizando ações de sustentabilidade desenvolvidas por cada escola, sendo já considerado, parte integrante das suas rotinas diárias. A sua implementação é fundamental atendendo ao cariz ambiental e ao envolvimento que tem conseguido junto da população escolar».

O autarca continuou dizendo «o assegurar da sustentabilidade a longo prazo tem sido um dos objetivos deste projeto, que exige o envolvimento e a adoção de comportamentos responsáveis e uma intervenção mais ativa de todos os envolvidos. Pretende-se fomentar uma nova consciência que sirva de base para um concelho cada vez mais comprometido com as questões ambientais, contribuindo para uma melhor preservação e gestão dos recursos naturais existentes e promovendo a adoção de práticas sustentáveis».

 

Promover hábitos saudáveis e uma dieta equilibrada entre as crianças

A Vereadora responsável pela Educação, Júlia Fernandes, falou sobre a importância do Regime de Fruta Escolar, focando «O município aderiu ao Programa a partir do ano letivo 2009/2010, mantendo a sua implementação desde então, considerando a mais valia que o mesmo representa, tendo alargado ao pré-escolar. O programa prevê, para além da distribuição de uma fruta ou legume, duas vezes por semana, a todas as crianças que frequentam o pré-escolar e o 1º ciclo do ensino básico, a implementação de medidas de acompanhamento. Estas medidas, articuladas anualmente com os Agrupamentos de escolas, são parte integrante do programa e visam promover iniciativas educativas e de sensibilização garantindo a eficácia do Programa e reforçando a importância do consumo de frutas e hortícolas».

 

REGIME DE FRUTA ESCOLAR

O Regime de Fruta Escolar (RFE) resulta de uma iniciativa da União Europeia (UE) para promover hábitos saudáveis e uma dieta equilibrada entre as crianças, tendo em mente um grande objetivo – mudar os seus hábitos alimentares, para reduzir a obesidade infantil na Europa (cerca de 22 milhões de crianças têm excesso de peso na UE e, destas, 5 milhões são obesas), no âmbito da estratégia da UE em matéria de nutrição, atividade física e saúde.

A inclusão de frutas e legumes na dieta alimentar pode desempenhar um papel importante no combate à obesidade. O consumo de frutas e legumes reduz a “densidade energética” da dieta e desempenha também um importante papel de proteção e combate às doenças cardíacas, cancro e diabetes.

A Organização Mundial de Saúde recomenda a ingestão diária de 400 gr de frutas e legumes por pessoa. A maioria dos europeus não consome quantidades suficientes de fruta e legumes, sendo esta deficiência particularmente evidente entre os mais novos.

A promoção de hábitos alimentares saudáveis na escola é um fator determinante para a obtenção de resultados sustentáveis, no longo prazo, na luta contra a obesidade.

Município de Vila Verde, 8.6.2021

 

GALERIA FOTOGRÁFICA

 


concursos de admissão de trabalhadores

Covid-19 Informação

 Facebook  Issuu  YouTube  Instagram  Newsletter - Juntos Fazemos Vila Verde

                    

Presidência Presidência

COVID-19 - “NUNCA COMO AGORA PRECISAMOS DE SI” - Mensagem do Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde

Caras(os) Vilaverdenses,   Enfrentamos, nesta altura, uma segunda vaga da pandemia COVID-19 que está a ter um impacto muito preocupante na saúde de um número crescente de pessoas e reflexos bastante graves na situação económica e social do país. Começo por manifestar a minha...

Documentos recentes Documentos recentes

FICHA TÉCNICA

Gestão, Conceção e design gráfico
Unidade de Sistemas de Informação e Unidade de Inovação e Conhecimento

M;anutenção, edição e manutenção
Serviços do Município de Vila Verde

 Agradece-se a comunicação de qualquer anomalia técnica ou outro tipo de dificuldade relacionada com a utilização do site. Para o efeito, envie email para helpdesk@cm-vilaverde.pt.
Este projeto foi cofinanciado pelo projeto Cávado Digital MAIS (POVT)

PROTEÇÃO DE DADOS

O Municipio de Vila Verde, na sequência do exercício de funções de interesse público e exercício da autoridade pública, está profundamente empenhado na implementação de processos que recolham e tratem os dados pessoais adequados, pertinentes e limitados ao que é necessário relativamente às finalidades, cumprindo com os princípios de licitude, lealdade, transparência e minimização.

Adicionalmente, são implementadas, e continuamente avaliadas, medidas técnicas e organizativas consideradas adequadas à salvaguarda da informação mantida sob responsabilidade do Município. Os dados pessoais recolhidos serão conservados pelo tempo estritamente necessário, seja para cumprimento de prazo certo expressamente fixado por Lei ou outro proporcional e adequado ao objetivo da recolha.

Os titulares dos dados pessoais, tratados sob responsabilidade do Municipio, podem exercer os direitos de acesso, retificação, oposição, apagamento, limitação e portabilidade, nas situações aplicáveis, por meio de requerimento específico. Existe um Encarregado de Proteção de Dados designado, que pode ser contactado através do email dpo@cm-vilaverde.pt, ou via postal dirigido ao mesmo e endereçado para a morada Praça do Município 40, 4730-728 Vila Verde.

Para mais informações consulte a nossa  Política de Privacidade.

AVISO LEGAL

O Município de Vila Verde, através de seu portal na Web fornece informações de interesse geral do concelho de Vila Verde, em especial, a informação e os esforços da organização municipal. A informação fornecida é atual no momento da sua publicação.
O Município de Vila Verde pretende que esta informação seja exata e precisa e procede à sua atualização com a maior frequência possível, tentando evitar erros e corrigi-los, assim que os deteta. No entanto, o Município de Vila Verde não pode garantir a ausência de erros ou que o conteúdo da informação seja permanentemente atualizado.
O Município de Vila Verde pode levar a cabo a qualquer momento e sem aviso prévio, modificações, supressões ou alterações das informações publicadas ou ser capaz de alterar a configuração ou a apresentação.
O acesso ao portal da Web, bem como a utilização das informações que ele contém, são da exclusiva responsabilidade do utilizador. O Município de Vila Verde não é responsável por quaisquer danos que possam decorrer destes factos, nem pode garantir que o acesso não seja interrompido, ou que o conteúdo ou software acedido esteja livre de erros ou causa de dano.
As informações prestadas em resposta a qualquer pergunta ou pedido de informação são meramente indicativas e em nenhum caso será vinculativa para a resolução de procedimentos administrativos, que são estritamente sujeitos às normas legais ou regulamentares que sejam aplicáveis.
Os conteúdos publicados incluem links para páginas de terceiros, web sites, principalmente de outras entidades públicas, que são considerados como podendo ser de interesse para os utilizadores do Portal. O Município de Vila Verde não assume qualquer responsabilidade derivada das ligações ou do conteúdo desses links.